23 Junho 2021 - 08:57

Prefeitura realiza ação socioambiental nos bairros 17 de Março e Santa Maria

Marcelle Cristinne (Secom/PMA)
O evento aconteceu no CRAS Maria Diná Menezes, no 17 de Março.

Em continuidade ao conjunto de ações intersetoriais no âmbito do Programa de Requalificação Urbana “Construindo para o Futuro”, a Prefeitura de Aracaju realizou nesta terça-feira, 22, oficinas sobre meio ambiente para crianças e adultos dos bairros Santa Maria e 17 de Março.

Durante toda a manhã, moradores das duas comunidades foram conscientizados sobre como destinar corretamente resíduos orgânicos e como adotar novos hábitos para a conservação ambiental. O evento aconteceu no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Maria Diná Menezes, no 17 de Março.

De acordo com a coordenadora de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que também é agente do projeto, Raphaella Ribeiro, a série de eventos tem como propósito orientar crianças e adultos das duas comunidades sobre como reaproveitar os resíduos sólidos, inclusive, como obter renda a partir disso.

"Dá pra fazer muito pelo meio ambiente dentro da própria casa. Por isso, hoje a gente trouxe uma proposta diferenciada que foi ensinar a como fazer uma composteira ou minhocário caseiro", destacou.

Ainda segundo Raphaella, durante o encontro, também foram abordadas questões ligadas ao tema, como geração de adubo e de outros insumos, além da conscientização para não destina resíduos inadequadamente.

“O mais interessante é perceber que muitas dessas pessoas que já participaram de outras oficinas retornaram para a de hoje, ou seja, elas estão começando a adaptar suas casas para que sejam otimizadas e harmonizadas com o meio ambiente”, pontuou.

Aos seus 23 anos e mãe de dois filhos, a dona de casa Maria Natália Conceição definiu o que aprendeu durante a oficina como uma arte que muita gente precisa aprender. Ela também revelou que nunca imaginou que um dia aprenderia esse tipo de manejo. "Vou praticar o que aprendi aqui hoje e vou ensinar aos meus vizinhos para que cada vez mais pessoas possam conhecer e ajudar o meio ambiente".

As crianças também usaram a criatividade no Cras Maria Diná. Sob a orientação do oficineiro André Luís Marques, elas aprenderam a construir brinquedos como fantoches e dedoches, a partir de materiais recicláveis, a exemplo de palitos de churrasco, caixas de leite, entre outros.

"A ideia é que eles façam isso em casa para depois mostrarem sua sensibilização artística e preocupação ambiental, aos seus familiares e amigos, pensando sempre em lugares mais limpos e bem cuidados. A gente trabalha de forma lúdica com as crianças, porque assim fica mais fácil deixar fluir a imaginação delas e, dessa forma, planta uma sementinha de sensibilização na mente de cada uma, para, mais à frente, adotarem a cultura do aproveitamento das coisas e do cuidado com o meio ambiente", enfatizou.

Projeto
O conjunto de ações que a Prefeitura vem realizando nesse sentido contempla os eixos de educação ambiental, patrimonial e desenvolvimento socioeconômico, relacionados ao Programa de Requalificação Urbana “Construindo para o Futuro” e o Projeto de Desenvolvimento Socioterritorial (PDST) de pós-ocupação “598 Famílias”, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Caixa Econômica Federal, respectivamente.

De acordo com a representante da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog) na coordenação ambiental, Heloísa Thaís Rodrigues, são ações socioambientais que fazem com que os trabalhos não sejam focados apenas em obras, mas em melhorias sociais nos diversos aspectos.

"O que se pretende é a execução de trabalhos sociais, nos bairros 17 de Março e Santa Maria, através de uma gama de ações educativas adequadas à realidade e ao patrimônio socioeconômico e cultural local por meio de capacitação profissional e geração de trabalho e renda. Além disso, também busca o fortalecimento da possibilidade de autogestão das duas comunidades", destacou.

Corroborando com Heloísa, a responsável técnica do Projeto "598 Famílias", Thalyta Rayanna Fontes, acrescentou que "o trabalho conjunto das secretarias também teve como propósito comemorar a data alusiva ao Meio Ambiente, dia 5 de junho, estendida para várias datas do mês".

O encerramento da programação acontece no dia 30 deste mês com a entrega de um Ecoponto à comunidade do 17 de Março, construído na Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat).

Participação
A ação desta terça-feira reuniu a Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), a Secretaria Municipal da Assistência (Semfas), e a Secretaria Municipal da Educação (Semed).

por Agência Aracaju

Comentários comentar agora ❯