12 Junho 2021 - 19:30

Boletim deste sábado: Alagoas tem 202.492 casos da Covid-19 e 4.984 óbitos

Agência Alagoas
Foram registradas mais 20 mortes em território alagoano nas últimas 24 horas

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), deste sábado (12/6), confirma mais 969 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 202.492 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.426 estão em isolamento domiciliar. Outros 193.222 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 14.838 casos em investigação laboratorial. Foram registradas 20 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 4.984 óbitos por Covid-19.

Os casos confirmados de pessoas com a Covid-19 estão distribuídos nos 102 municípios alagoanos. Em relação ao quadro total de óbitos em Alagoas, estão confirmados 4.984 óbitos por Covid-19, mas, oito deles, eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 4.976 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 2.766 eram do sexo masculino e 2.210 do sexo feminino. Eram 2.239 pessoas que residiam em Maceió e as outras 2.737 moravam no interior do Estado, segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), da Sesau.

Óbitos – No boletim deste sábado (12/6), mais 20 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo nove vítimas da capital alagoana e 11 do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram seis homens de 30, 50, 54, 58, 64 e 69 anos, além de três mulheres de 58, 59 e 90 anos. O homem de 30 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 50 anos tinha doença cardiovascular crônica e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o homem de 54 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Maceió, em Maceió; o homem de 58 anos era diabético, hipertenso, obeso e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o homem de 64 anos era obeso, fumante, hipertenso e morreu no Hospital de Campanha de Maceió; em Maceió; o homem de 69 anos tinha doença cardiovascular crônica, asma, diabetes e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 58 anos era hipertensa, diabética, obesa, depressiva e morreu na Santa Casa, em Maceió; a mulher de 59 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; e a mulher de 90 anos tinha doença cardiovascular crônica, diabetes, doença neurológica crônica e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió.

Em relação às 11 vítimas que residiam no interior do Estado, eram oito homens, sendo um de 52, dois de 54, um de 56, dois de 67, um de 74 e um de 82 anos, além de três mulheres de 43, 45 e 72 anos. O homem de 52 anos, morava em Palmeira dos Índios, tinha doença cardiovascular crônica, arritmia cardíaca, obesidade e morreu no Hospital Regional Santa Rita, em Palmeira dos Índios; o primeiro homem de 54 anos, era de Olho d’Água as Flores, tinha doença cardiovascular crônica, hipertensão, diabetes, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), era etilista e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o segundo homem de 54 anos, morava em Arapiraca, era diabético, hipertenso e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; o homem de 56 anos, residia em Feira Grande, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o primeiro homem de 67 anos, morava em Água Branca, tinha doença cardiovascular crônica e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o segundo homem de 67 anos, morava em Belém, tinha doença cardiovascular crônica, era ex-tabagista e morreu no Hospital Regional Santa Rita, em Palmeira dos Índios; o homem de 74 anos, morava em Rio Largo, era diabético, hipertenso e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 82 anos, morava em Monteirópolis, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema; a mulher de 43 anos, residia em Arapiraca, era diabética, hipertensa e morreu no Hospital Regional, em Arapiraca; a mulher de 45 anos, morava em Arapiraca, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; e a mulher de 72 anos, residia em Capela, tinha doença neurológica crônica, hipertensão, sequelas de um Acidente Vascular Encefálico (AVE) e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió.

Leitos de Covid-19 do Estado – Dos 1.428 leitos criados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para atender, exclusivamente, pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 878 estavam ocupados até às 16 horas da sexta-feira (11/6), o que corresponde a 61% do total. Atualmente, 350 pacientes estão em leitos de UTI, 16 ocupando leitos intermediários e 512 em leitos de enfermaria. 

por Sesau

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.