05 Outubro 2021 - 12:08

Atendimento para vítima de AVC deve ser feito em até 4 horas e meia após primeiros sintomas

Reprodução
Acidente Vascular Cerebral (AVC)

A cidade de Arapiraca é a referência para em Saúde Pública para a II Macrorregião de Saúde, atendendo 46 municípios alagoanos do Agreste, Sertão e Baixo São Francisco. Pacientes desta região que apresentarem sintomas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) devem procurar a porta de entrada do seu município, no caso de Arapiraca o Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho, onde será aplicada uma escala de classificação do AVC e avaliado o tempo de ocorrência dos sintomas para definir a elegibilidade do tratamento e, posteriormente, encaminhamento para o Hospital de Emergência do Agreste, referência nesses casos.

O derrame cerebral é a segunda maior causa de mortes no Brasil e a primeira causa de incapacidade física e mental. Ficar atento aos sintomas é essencial, pois a intervenção médica precisa acontecer em, no máximo, 4 horas e meia após o aparecimento do primeiro sintoma.

Todos os anos, o país registra mais de 100 mil óbitos por AVC, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Entre os fatores responsáveis pelo alto número de perdas está a necessidade de resposta especializada rápida para garantir a recuperação.

“Na maioria dos casos, para oferecer as maiores chances de reversão do quadro, o tratamento deve ser feito em até quatro horas e meia após o início dos sintomas. Neste intervalo, é possível diagnosticar corretamente o AVC e realizar procedimentos que vão promover a recuperação integral do paciente”, explicou a coordenadora da Rede de Atenção as Urgências e Emergências da Secretaria Municipal de Saúde, enfermeira Pollyana Vasconcelos.

Com o objetivo de ampliar as informações acerca do problema de saúde, a Prefeitura de Arapiraca é parceira do programa AVC dá Sinais, promovido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). A iniciativa do programa é pioneira no país e torna Alagoas o primeiro Estado a dispor de uma rede de cuidados específica para o problema.

Causas e Sintomas
Instabilidade na pressão arterial é considerada um dos maiores vilões, estando listado como o principal causador de AVCs.

Fazem parte do grupo de risco os fumantes, diabéticos, mulheres que usam anticoncepcional e são tabagistas, pessoas com altos níveis de colesterol, sedentárias ou obesas, portadora de arritmias cardíacas. Entretanto, mesmo quem está fora do grupo de risco deve conhecer os sintomas e estar atento aos sinais que o corpo dá.

“Os sintomas aparecem de repente e, dentre os primeiros, está a perda de força nos membros, alteração da sensibilidade ou sensação de formigamento em um dos lados do corpo, fala embaralhada, perda dos movimentos na face, coordenação motora limitada, confusão mental ou dor de cabeça súbita”, explica Pollyana Vasconcelos.

Diante de qualquer sinal de alerta é fundamental procurar um pronto-socorro para o diagnóstico correto o quanto antes, pois cada minuto é importante para garantir a recuperação integral do paciente.

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯