25 Outubro 2021 - 13:07

Comunidade do Dom Luciano reconhece benefícios da obra estruturante do Tia Caçula

André Moreira
Obra é resultado de um investimento de quase R$3 milhões

“O que era sofrimento, virou motivo de orgulho. Ficou muito bonito, e a Prefeitura de Aracaju está de parabéns. Quem ganha é a população. Fico feliz porque minha filha vai ficar aqui pelos próximos 30, 40 anos, vivendo em um espaço digno”. A declaração emotiva do morador Jeferson Pereira traduz o sentimento da comunidade que aguardou pela estruturação do loteamento Tia Caçula, no bairro Dom Luciano.

Inaugurada no dia 18 pelo prefeito Edvaldo Nogueira, a obra, resultado de um investimento de quase R$3 milhões, tirou, literalmente, os moradores da lama. Antes sem infraestrutura e saneamento básico, agora a realidade é outra, com pavimentação em paralelepípedo, redes de esgotamento sanitário e de drenagem, calçamento e faixas de acessibilidade para pessoas com dificuldade de locomoção.

Anivaldo Rocha, morador do Tia Caçula há 33 anos, reconhece a importância da transformação urbanística da localidade. “Durante todo esse tempo, esse é o primeiro trabalho verdadeiro que fizeram aqui. A gente vivia no mato, na lama, na água e no esgoto. Agradeço à Prefeitura, que nos tirou do barro”.

Lembrando as dificuldades enfrentadas no local, Maria Angélica Batista elogia a nova “cara” da localidade. “Era muito ruim viver aqui, com lama e sujeira. Na minha casa entrava muita água, já perdi muita coisa, mas o importante é estar vivo. Agora isso acabou e estou muito feliz, com tudo limpo e organizado”.

Solucionada pela gestão municipal, a falta de infraestrutura urbana do loteamento dificultava a rotina da comunidade. “A gente tinha muita dificuldade para sair de casa, até para levar as crianças ao colégio. Quando chovia, entrava água na minha casa também. Era difícil e muito triste. O que foi feito é uma benção, está ótimo”, elogia Luzinária Barros.

A obra
Em todas as vias do Tia Caçula, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), implantou rede de esgotamento sanitário com estação elevatória, drenagem de águas pluviais para acabar com os alagamentos, pavimentação em paralelepípedo, calçadas, rampas, faixas de acessibilidade e sinalização vertical e horizontal. Foram contempladas as ruas "A", "B", "C", "D", "E", "P" e São Francisco de Assis.

por Agência Aracaju

Comentários comentar agora ❯