19 Janeiro 2022 - 10:48

“Anvisa atestou e vacina infantil é segura”, diz ministro da Saúde em entrevista

Divulgação
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, após o recebimento das primeiras remessas de vacinas da Pfizer contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos, falou em entrevista coletiva sobre a segurança e eficácia da vacinação contra a Covid-19 em crianças.

“Apesar de recentes, essas vacinas têm sido aplicadas nos principais sistemas de saúde do mundo. Mais de 8 milhões foram aplicadas nos EUA, em crianças de 5 a 11 anos, e não houveram notificações de eventos adversos maiores”, disse Queiroga.

 “Portanto, até o que sabemos no momento, existe segurança atestada não só pela Anvisa, mas por outras agências regulatórias para aplicação dessas vacinas, e elas estão aqui no Brasil”, acrescentou.

Segundo o ministério da Saúde, até o fim de março deste ano o Brasil terá 20 milhões de doses da vacina infantil da Pfizer.

“Agradecemos a pontualidade da Pfizer. Até o fim de março, nós teremos 20 milhões de doses da vacina infantil. Essa vacina poderá ser aplicada nos filhos dos pais que assim desejarem, nas nossas salas de vacinação, atendendo aos critérios estabelecidos pela Anvisa”, disse o ministro.

Queiroga destacou que possíveis eventos adversos serão acompanhados pela pasta, bem como pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Claro que em todas as campanhas há eventos adversos, mas nós vamos ficar observando com a própria Anvisa e a indústria farmacêutica, para fazer possíveis correções de rumo”, disse.

Distribuição de vacinas infantis

Ao todo, o Brasil deve receber 4,3 milhões de doses em janeiro. Para fevereiro, a expectativa é que a Pfizer entregue mais 7,2 milhões de doses e, em março, mais 8,4 milhões de imunizantes. O esquema vacinal para crianças é composto por duas doses com intervalo de oito semanas.
 

por Redação com CNN

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.