Rafael Medeiros

Rafael Medeiros

Formado em Letras, Direito e Comunicador pelo Sindirádio

Postado em 13/11/2017 16:03

Pacientes têm exames marcados mais de três vezes e não comparecem para a realização em Penedo

A saúde pública brasileira nem de longe está perto de ser uma saúde pública prestada com celeridade e a qualidade sonhada. No entanto, vemos alguns municípios, a exemplo de Penedo, ofertarem dentro da procura, a oferta condizente com o número real e necessário para atender aos usuários do SUS que muitas vezes precisavam sair da cidade e agora realizam em sua maioria, os exames e consultas no próprio município. O Conisul trouxe uma nova realidade. Isso é fato! Ao menos nunca mais tivemos notícias do ‘cachorrinho’ que guardava lugar na fila de marcação de consultas em anos passados. Deve ter arranjado outro emprego. Quem sabe o de cão de guarda!

Mas o que vamos dizer de um paciente que tem seu exame no ‘clamor público das emissoras de rádio’, mencionado como urgente, mas não aparece quando já tem conhecimento da data, hora e local para a realização do procedimento?!

Seria cômico se não fosse trágico o fato do exame ser remarcado, depois remarcado novamente para uma terceira oportunidade, sendo mais uma vez ignorada a marcação. Será que o paciente ao menos não poderia justificar com antecedência o motivo das ausências, para quem sabe outro que também precisasse do mesmo exame com urgência pudesse talvez ser encaixado em sua vaga já certa?

Não podemos gritar os nossos direitos quando esquecemos os nossos deveres. Não podemos fazer pouco caso da dor do outro, talvez achando que a nossa é sempre maior. Não podemos julgar que talvez as coisas não melhorem se não contribuímos ao menos jogando o nosso papel de bala no lixo. Por fim, não teremos saúde para todos enquanto alguns torcem, agem e praticam o quanto pior, melhor!

[email protected]
@medeiros_AL
82 99312-1531

 

Comentários comentar agora ❯