28 Outubro 2021 - 08:43

Obra que aumentará qualidade da água captada no Rio Poxim beneficiará mais de 35 mil sergipanos

Ascom/Deso
Obra executada pelo governo do Estado recebe investimento de R$ 59 milhões

O diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso, Carlos Melo, juntamente com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e do secretário do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Ubirajara Barreto, visitaram nesta terça-feira, 26, no município de São Cristóvão, as obras de complementação do Sistema de Esgotamento Sanitário – SES, da Bacia do Rio Poxim. Ao todo, cerca de 35 mil habitantes da região serão beneficiados com essas intervenções, que irão aumentar o grau de pureza da água captada no Rio Poxim.

De acordo com Carlos Melo, os investimentos ao longo dos anos garantem o acesso à água para toda população sergipana. “Atualmente estamos acompanhando uma crise hídrica tremenda em nosso país, e Sergipe pouco vê problemas em abastecimento de água, fruto do investimento que estamos fazendo ao longo dos anos, em obras estruturantes como essa na área de abastecimento de água, para quando ocorrerem essas crises, possamos garantir o acesso a água para toda população. Todo esgoto coletado do Parque dos Faróis, Conjunto Jardim e uma parte do Eduardo Gomes e da zona de esgotamento que está sendo desenvolvida na grande Roza Elze, em São Cristóvão, deverá ser tratada nesta nova Estação de Tratamento”, garantiu.

Para o ministro Rogério Marinho, o objetivo é buscar a universalização do sistema de tratamento. “São obras integradas que possuem o mesmo objetivo: buscar a universalização do sistema de tratamento de esgotos na capital e regiões metropolitanas. Sergipe é um dos estados que tem uma das melhores médias do país. Estamos impressionados com a magnitude e o impacto desta obra aqui na região. É evidente que ela tem um efeito muito importante para a saúde das pessoas, para a melhoria da qualidade de vida e também na questão de tratarmos o rio que abastece o sistema de água aqui da região”, afirmou.

Investimentos

O investimento nas obras é de R$ 59 milhões, sendo R$ 14,6 milhões em repasse por meio do Orçamento Geral da União, R$ 33,3 milhões de financiamentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), por meio do Programa Avançar Cidades, e R$ 11 milhões em contrapartida do governo do estado, que também atua como executor do projeto.

“É uma obra de fundamental importância, porque com ela, estaremos fazendo a parte de limpeza do Rio Poxim, que é muito importante para essa região”, ressaltou o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade -Sedurbs, Ubirajara Barreto.

As obras incluem a construção de 88,1 mil metros de rede coletora de esgotos, 10,5 mil metros de coletores tronco, 13,7 mil metros de emissários, 2,3 mil metros de ligações prediais, três estações elevatórias e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), localizada no Loteamento Rosa do Oeste, no Bairro Rosa Elze, em São Cristóvão.

Segundo o diretor de Meio Ambiente e Expansão da Deso, Gabriel Campos, até dezembro o sistema estará apto a operar. “Estamos em vias de conclusão dessa obra, estamos apenas aguardando a chegada de alguns equipamentos que já foram adquiridos, mas infelizmente por conta da descontinuidade da cadeia produtiva, de diversos setores que foram afetados pela pandemia, tivemos um atraso. Mas há perspectiva de chegada desses equipamentos nos primeiros dias do mês de novembro, para que possamos fazer a montagem e, até dezembro, estaremos com esse sistema já apto a operar, ou seja, poderemos comunicar a comunidade residente nessa região, que poderão fazer as ligações domiciliares, para que com isso, iniciemos a coleta e tratamento de aproximadamente 12 mil residências”, explicou.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯