18 Junho 2019 - 20:36

Irmãos acusados de tentar matar desafeto após festa em “Colégio” se entregam

cortesia - aquiacontece.com.br
Vítima foi esfaqueada no pescoço e nas costas

Dois irmãos identificados como Valdemir Ferreira Fortunato, vulgo Mimi Gato, de 20 anos, e Jackson Ferreira dos Santos, conhecido como Sí, 19, acusados de tentativa de homicídio, se apresentaram por volta das 17 horas desta terça-feira, 18 de junho, na delegacia de Porto Real do Colégio.

De acordo com as informações policiais, os jovens, que estavam sendo procurados desde o dia 02 de junho, data do crime, se apresentaram com seus respectivos advogados e deram detalhes do que motivou o atentado e de como o crime que vitimou Sandro Soares da Silva, vulgo Capão, foi praticado.

Segundo as investigações, ao final de um evento festivo, os irmãos Valdemir e Jackson se envolveram em vias de fato com a vítima, esta que restou esfaqueada no pescoço e nas costas, sendo socorrida para o Hospital Regional de Propriá, em Sergipe, e em seguida foi transferida para um hospital de Aracaju, onde permaneceu internada por vários dias.

“O trabalho policial foi rápido, sendo o respectivo inquérito alimentado com as informações pertinentes à ocorrência, com a juntada de laudos médicos e outras provas do crime, oportunidade em que representamos com o pedido de prisão temporária dos suspeitos perante o juízo criminal local”, declarou o delegado Rômulo Santana Andrade.

Ainda de acordo com a polícia, várias buscas estavam sendo feitas com intuito de ser dado cumprimento às ordens de prisão emitidas pela Justiça, fato que apressou a apresentação dos acusados na delegacia. Os irmãos foram qualificados e interrogados, um deles confessou espontaneamente a prática do crime, alegando que agiu em legítima defesa.

Depois de adotados os procedimentos de praxe, os acusados foram conduzidos para carceragem da delegacia de Igreja Nova, onde permanecerão à disposição da Justiça.
 

por Redação

Comentários comentar agora ❯