30 Outubro 2018 - 22:53

Formação: Secretaria de Saúde investe em práticas acadêmicas

Com o intuito de investir na formação de estudantes universitários para atuar na saúde pública, melhorar a qualidade do atendimento à população e de integrar ensino, serviço e comunidade, a Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP) e a Coordenação Geral de Desenvolvimento de Recursos Humanos (CGDRH) da Secretaria Municipal de Saúde, tem investido no aumento do número de práticas educativas acadêmicas dentro da saúde municipal. Essas práticas contemplam estágios, visitas técnicas, aulas práticas e residência.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

No ano de 2017, entre as quatro modalidades de prática, a SMS registrou um total de 3.012 alunos beneficiados com os convênios firmados entre Prefeitura e Instituições de Ensino Superior (IES). Já em 2018, até o mês de setembro, já foram contabilizados um total de 3.534 alunos.

Só no mês de setembro de 2018, a Coordenação Geral de Desenvolvimento de Recursos Humanos (CGDRH), realizou a lotação de 394 alunos. Deste total, 106 foram para estágio obrigatório, 226 para aulas práticas, 58 para visitas técnicas e 4 alunos para residência. As instituições beneficiadas com o convênio foram: Centro Universitário Cesmac, Escola Técnica Santa Bárbara, Universidade Tiradentes (Unit), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Faculdade Estácio/FAL, Universidade Paulista (Unip), Faculdade de Tecnologia de Alagoas (FAT), Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e Seune.

Segundo Katiane Alves, coordenadora do CGDRH, essa é uma oportunidade para que os futuros profissionais vejam na prática o que é estudado em sala de aula. “Com essa parceria com as IES, fazemos a integração entre ensino e serviço. E com a territorialização que estamos promovendo através do COAPES, podemos organizar as práticas e garantir a continuidade dos estudantes nesse vínculo ensino, serviço e comunidade, de modo que impacte nos indicadores municipais de saúde”, explica.

O COAPES é o Contrato Organizativo de Ação Pública de Ensino-Serviço que pretende qualificar essa integração e a educação permanente nos territórios envolvendo pactuação entre instituições de ensino e gestores do SUS municipais, estaduais e federais. Uma das grandes vantagens da IES celebrarem esse COAPES é de demonstrarem sua responsabilidade social e contribuírem para a melhoria do sistema de saúde e a qualidade de vida do povo.

Para José Marinho Júnior, Diretor de Gestão de Pessoas da SMS, essa é uma chance do aluno ver o mundo da saúde pública real. “O estudante sai com outra bagagem de campo, com outra visão sobre a saúde pública. A tendência é que esse número de estudantes contemplados seja aumentado em 2019 e para isso, com a territorialização, já preparamos o ambiente interno para que eles sejam recebidos pelos profissionais da melhor maneira possível e para que em suas práticas eles aprendam e possam oferecer um serviço melhor para a sociedade, por isso é tão importante essa integração profissional”, destaca José Marinho Júnior.

O secretário municipal de Saúde, José Thomaz Nonô, também defende a parceria. “É uma parceria válida tanto para o público acadêmico como para a população que precisa do serviço. Muitas vezes a universidade não oferece a prática real que se faz necessária ao aluno e essa vivência com o serviço público engrandece o currículo. Além de ser difícil para qualquer instituição de ensino ter seu próprio hospital, daí a importância dessa parceria. A população que conta com esses alunos ganha muito, eles têm um diferencial pelo vigor, ímpeto e disposição de trabalhar, querem aprender e isso só traz vantagens”, defendeu o gestor.

por Secom - Maceió

Comentários comentar agora ❯