16 Maio 2018 - 08:28

Reeducandos da Fábrica de Esperança participam de concurso de redação

Jorge Santos
Primeiros lugares do concurso de redação serão contemplados com livros.

"Qual a importância do seu trabalho para o enfretamento do cárcere?". Esse foi o tema do concurso de redação dirigido aos internos que trabalham nas oficinas da Fábrica de Esperança. A atividade promovida no Complexo Penitenciário faz parte da programação alusiva ao Mês do Trabalhador, elaborada pela Gerência de Educação, Produção e Laborterapia (GEPL).

Cerca de 40 reeducandos que prestam serviços nas oficinas de Capinagem, Horta, Saneantes, Mecânica, Marcenaria, Corte e Costura, Artesanato e Serigrafia participaram do concurso. O resultado da prova será divulgado no final de maio em uma ação especial. Todos os custodiados que realizaram a prova receberão certificado e os primeiros lugares ganharão livros.

De acordo com a psicóloga da Seris Emmanuelle Melo, além de incentivar a leitura e a escrita, a ação estimula a reflexão. “Analisamos a visão do reeducando sobre o trabalho e motivação para atuar nas atividades laborais, a fim de montarmos o seu perfil. Além disso, promovemos a autonomia, valorizamos o trabalho e aumentamos a autoestima deles", afirma.

Judarley de Oliveira trabalha durante o dia e a noite cursa Administração pela Universidade Norte do Paraná (Unopar), na modalidade de Ensino a Distância (EAD). O apenado destaca a importância de abraçar as oportunidades. "No sistema prisional desenvolvi o hábito de ler e escrever. Hoje tenho mais conhecimento e cumpro minha pena com consciência ", disse.

Programação - Além do concurso de redação, os reeducandos também participaram de uma palestra educativa ministrada por profissionais do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador (Cerest). Até o dia 17 de maio ocorrerá o Cine Pipoca, com a exibição dos filmes A Cabana e Nise - O Coração da Loucura, na Fábrica de Esperança.

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯