08 Abril 2020 - 20:36

Estado de Alagoas tem 37 casos e registra a terceira morte por coronavírus

Sesau
O terceiro óbito foi de uma mulher de 77 anos

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que Alagoas registrou nesta quarta-feira (08) o 37º caso confirmado e o terceiro óbito pela Covid-19. Os dados constam no Boletim Epidemiológico 33, que aponta, ainda, a ocorrência de 261 casos suspeitos e 589 descartados.

O terceiro óbito foi de uma mulher de 77 anos, que estava internada a Unidade e Terapia Intensiva do Hospital Veredas. A idosa morava em São Paulo e estava em Maceió para visitar familiares.

A vítima era hipertensa e apresentou os sintomas da doença sete dias após chegar à capital alagoana. No dia 29 de março, ela foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jacintinho relatando desconforto respiratório, falta de ar. Segundo o prontuário médico, os sintomas eram leves e não houve necessidade do uso de ventilação mecânica.

No mesmo dia, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) foi acionado, notificou o caso suspeito e coletou material biológico para a realização do exame laboratorial.

Após ter passado por todos os procedimentos, a idosa foi transferida para o Hospital Veredas, no dia 02 de abril. O resultado do exame com resultado positivo para a covid-19 saiu no dia 03 de abril pelo Laboratório Central de Alagoas (Lacen/AL).

No último dia 04, a vítima precisou ser entubada, evoluindo para óbito quatro dias depois.

A primeira morte, confirmada no dia 31 de março, foi de homem de 64 anos; já a segunda, cujo resultado foi divulgado no dia 03 de abril, foi um idoso de 78 anos.

As cidades com casos confirmados são: Maceió (27), Porto Real do Colégio (01), Marechal Deodoro (02), Palmeira dos Índios (01). As outras seis pessoas que testaram positivo para a Covid-19 em Alagoas moram no Rio de Janeiro (2), Brasília (2) e São Paulo (2).

Segundo a Sesau, dos 37 casos confirmados em Alagoas para a Covid-19, 11 já finalizaram o isolamento domiciliar e não apresentam mais sintomas da doença.

por Sesau

Comentários comentar agora ❯