20 Outubro 2021 - 18:36

Fundação Estadual de Saúde reúne trabalhadoras em ação do Outubro Rosa

Miriam Donald/SES
“É cuidar de quem cuida”, diz coordenadora de Promoção e Prevenção

Em alusão ao Outubro Rosa, mês de conscientização da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, a Fundação Estadual de Saúde (Funesa), através da Coordenação de Promoção e Prevenção à Saúde (Copps), realizou, nesta terça-feira, 19, uma ação educativa voltada às trabalhadoras da instituição. A atividade contou com uma apresentação sobre a importância da prevenção da doença, palestra informativa e momento de relaxamento e reflexão.

Para a coordenadora de Promoção e Prevenção à Saúde da Funesa, Sandra Ribeiro, como o câncer de mama é a segunda maior causa de óbito entre mulheres, é muito importante reforçar o trabalho preventivo de câncer de mama e do câncer de colo do útero. “Reunir nossas trabalhadoras para tratar de um assunto tão importante para nós mulheres é fundamental, e quando isso é feito de maneira afetiva e cuidadosa o conteúdo abordado chega com significado. É cuidar de quem cuida”, destacou.

Na oportunidade, a enfermeira e voluntária da Associação dos Amigos da Oncologia – AMO, Alda Maria de Oliveira Santos, apresentou o trabalho da instituição, que presta assistência a pacientes oncológicos, com o suporte necessário no processo de tratamento, além de promover o bem-estar biopsicossocial de pessoas com câncer. A enfermeira também ministrou uma palestra com o tema “O Câncer de Mama: sinais e sintomas, diagnóstico precoce e tratamento”.

Alda ressaltou que, mesmo estando no século XXI, ainda há muito pudor em relação ao hábito de se tocar. “Ainda existe muito tabu em relação ao toque. E é justamente a informação que gera esse empoderamento. Se não há informação, não se sabe o que escolher, as atitudes mais adequadas para evitar qualquer câncer. Se a gente não tem informação, nos tornamos vítimas e não temos um diagnóstico precoce, que advém de informação, conhecimento e autocuidado. Hoje, é possível ver cada vez mais mulheres priorizando esse cuidado”.

A responsável técnica em Gestão em Saúde Pública da Funesa, Soraya Dantas, que também é treinadora Mindfullness, fez uma dinâmica de meditação. De acordo com ela, a ação do Outubro Rosa promoveu a conscientização das mulheres sobre o câncer de mama, que entende também como um movimento de despertar comportamentos de autocuidado. "As práticas como a de Meditação Mindfullness podem contribuir para diminuição do estresse, ponto que pode ser decisivo num diagnóstico positivo para essa doença. Quando desenvolvemos habilidades, ao fazer o uso de recursos como nossa respiração, focamos a atenção no momento presente, trabalhando melhor no contexto do ‘aqui e agora’, sem se prender ao passado ou em preocupações com o futuro”, destacou.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯